5 de jul de 2011

A Criança e o Rabiscar

Assim como o balbucio é um passo para se aprender a falar, o rabiscar é um passo para se aprender a escrever. Ninguém ensina uma criança a rabiscar, isto acontece naturalmente.

O natural desenvolvimento artístico das crianças segue um padrão comum dos dois aos doze anos.

Vejamos:

Até aos dois anos de idade as crianças apenas rabiscam marcas aleatórias simplesmente como uma atividade senso-motora.

Dos três aos quatro anos de idade começam a desenhar pessoas, uma cabeça redonda com duas linhas retas que saem do fundo para as pernas. Para a criança, esses desenhos representam pessoas reais em sua vida: Um tal "boneco" é claramente a sua mãe, enquanto outro idêntico ao primeiro é seu pai.

Dos cinco aos seis anos de idade desenham pessoas definindo cabeças, corpos, braços e pernas. Elas também podem trabalhar com cuidado nos dentes, cabelo, acessórios e outros detalhes. Quando elas determinam um padrão para desenhar uma pessoa ou objeto, passam a repetir esse padrão com pequenas variações. Nessa fase também começam a usar uma linha de base em seus desenhos que já não flutuam na página, passam a ser alinhados perto do fundo.

Entre os sete e doze anos, as crianças aprendem a aperfeiçoar os seus desenhos e pinturas. Suas criações mostram as pessoas em ação, bem como imagens tridimensionais.

Em qualquer uma destas etapas, as crianças podem copiar seus próprios trabalhos repetidamente. Isso não indica uma falta de criatividade, é apenas o simples reforço de novas competências ou a pratica de um estilo que deu certo para elas.

Aproveite o estouro artístico do seu filho enquanto dura. A partir dos doze anos de idade, as crianças tendem a desenvolver o lado crítico de suas obras e apenas as crianças mais artisticamente inclinadas mantêm essa fase criativa durante mais tempo em sua vida. Isto significa que quando você menos imaginar, pode deixar de encontrar espalhadas pela casa essas "obras de arte" do seu pequeno artista.

Embora só você possa decidir se vale a pena preservar esses desenhos para a posteridade, poderia ser interessante para você e seu filho mais tarde na vida terem algumas peças de cada uma das suas fases.

Mesmo que seu filho não seja o próximo "Pablo Picasso", seria muito interessante vocês poderem apreciar juntos a progressão dos rabiscos do seu filho.
--

fonte: http://educacaoinfantil.pro.br/crianca-rabiscar.html


* Recebido do Grupo Educar é Tudo *

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
© Copyright 2009-Reneide Soares. All rights reserved