30 de out de 2009

Alfabetização




EDUCAÇÃO INFANTIL

Algumas Reflexões sobre leitura e escrita


Leitura e escrita fazem parte do mundo da criança desde seu nascimento. Estão inscritas em seu cotidiano através dos diferentes aspectos que lhe são apresentados seja no grupo familiar ou social.
Quando a criança chega à fase de alfabetização é necessário que os educadores estejam atentos aos conhecimentos prévios, que ela dispõe, ou seja, toda a bagagem de conhecimentos que traz consigo em relação à leitura e escrita e com isso ajudá-la na construção e formalização da escrita e leitura convencionais.
Este é um momento de grandes descobertas, desafios, inseguranças, alegrias e ansiedades por parte de todos os atores envolvidos neste processo: pais, crianças e professores..
Cada um de nós tem seu papel a desempenhar no sentido de dar tranqüilidade e condições de aprendizagem a cada criança respeitando sua individualidade porém, incentivando-a a avançar sempre.
A leitura e a escrita devem ser atividades caracterizadas pelo engajamento e uso do conhecimento em vez de ser um ato passivo de mera recepção.
Ler e escrever tem papel importante no desenvolvimento do indivíduo pois lhe permite o contato com vários tipos de textos.
É nosso papel dar condições às crianças de ter encontro adequado com textos e escrita a fim de transformá-las em escritores e leitores e conseqüentemente adquirirem autonomia e criticidade. A criança deve ter um papel ativo no ato de ler e escrever, pois assim constrói seu aprendizado através de situações onde a leitura e escrita sejam exploradas de maneira contextualizada.

Algumas questões sobre alfabetização

Por que letra de fôrma?
A letra de fôrma é mais fácil de aprender pois está inserida nos livros, logotipos, cartazes, rótulos, etc. Faz parte do contexto da criança muito mais do que a letra cursiva. A escrita cursiva é parte integrante de nossa cultura; porém, é muito mais simples usar a letra de fôrma devido à facilidade de seu traçado.

Por que meu filho (a) ainda não escreve\lê e seu colega sim?
É preciso que todos tenham consciência das diferenças entre os indivíduos procurando respeitá-las. Cada criança necessita de um determinado tempo para a construção de sua aprendizagem levando-se em conta, a maturidade, concentração e desenvolvimento emocional. Cabe a nós incentivar, propor atividades que propiciem uma evolução, cada vez maior, no processo de leitura e escrita.

O que fazer para ajudar neste processo?
Não fazer comparações, é o primeiro passo.
Lembre-se: seu filho é único e, portanto, com características próprias. Estar atento e seguir a mesma proposta usada pela escola.
Conversar com o educador \ coordenador.
Não tenha receio! Afinal, você, provavelmente, faz parte daqueles que foram educados de maneira diferente e os educadores poderão lhe dar "dicas"importantes para colaborar na aprendizagem de seu filho.
A parceria com a escola é muito importante.
Elogie seu filho com relação aos progressos feitos e o motive a avançar (sem menosprezá-lo e, nem muito menos, valorizá-lo demasiadamente).
Faça-o sentir que está fazendo conquistas na leitura e escrita.
Incentive-o a realizar atividades lúdicas que envolvam a leitura e escrita como jogos, cruzadinhas, etc.
Guarde suas ansiedades e discuta-as com o educador não deixando que seu filho as perceba. Sua ansiedade é transmitida a seu filho e isso pode ser prejudicial a ele.

Como funciona o processo de construção da escrita?
A criança elabora hipóteses a respeito da escrita, supera conflitos e constantemente evolui no processo da construção da escrita.

Fases do processo de alfabetização

Hipótese Pré-Silábica
Desenho pode servir de apoio à escrita

Garatuja: representa os movimentos da escrita

Tentativa de correspondência figurativa entre escrita e objeto Leitura Global. Uso das letras do próprio nome ou familiares



Hipótese Silábica
A escrita representa partes sonoras da fala


S R G S
CA VA LEI RO


K R S
CAS TE LO

Cada letra vale uma sílaba (quantidade). Uso do valor convencional (qualidade)



Hipótese Silábica - Alfabética
Necessidade de fazer uma análise que vá além da sílaba
Hipótese Alfabética
A criança compreende que cada um dos caracteres da escrita corresponde a valores sonoros menores que a sílaba.
Surgem as dificuldades próprias da escrita.


"Ler é transpor o universo e mergulhar na fantasia através da descoberta significativa da arte de escrever.É a leitura que nos dará explicações, abrirá caminhos ou seja, subsídios para entender a complexidade do meio em que vivemos." Professora Maria Alzira Silveira Guzzi

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
© Copyright 2009-Reneide Soares. All rights reserved