17 de out de 2009

Dinâmicas para Trabalhar Oralidade, Leitura e Escrita


Meu personagem
Objetivo: criar, desenvolver e caracterizar um personagem.

Material:
Argila, papel, lápis ou caneta, palito de picolé e/ou palito de churrasco (opcional), tinta guache.

Etapas das atividades
1. Peça aos alunos que fechem os olhos e imaginem um personagem. Você pode fazer algumas perguntas do tipo:
- Ele é grande? Pequeno?
- Ele é do bem ou do mal?
- É humano, bicho, robô ou monstro?
- O que ele faz?
2. Peça aos alunos que abram os olhos e materializem os personagens com a argila.
3. Por fim, peças aos alunos inventem uma história para o personagem. Você pode pedir a eles que inventem uma aventura oralmente ou que escrevam para apresentar posteriormente.

Variações
Após os alunos terem criado os personagens individualmente, você pode pedir a eles que criem uma história em grupo de 4 ou 5 alunos.
O professor (a) poderia montar um livrinho com as aventuras dos personagens.


A caixa que vira uma história
Objetivo:
-Promover criações escritas em grupos;
-Desafiar a rapidez e a criatividade do aluno na inserção de elementos novos numa narrativa já iniciada.

Material:
Uma caixa ou saco de lixo escuro.
Vários objetos: óculos, peruca, bonecos, panela, lápis, dado...
Gravador (opcional)

Etapas da atividade
O professor faz a roda com a caixa no colo, fecha os olhos e retira um objeto;
Começa a contar a história, retira um objeto do saco/caixa e inclui na narrativa, ex: era uma vez, um lápis (objeto retirado) mágico que colocava palavras na boca das pessoas...;
Para a história e entrega a caixa para um aluno, que deve continuar de onde a professora parou, inserindo na história o objeto que tirar da caixa;
A história deve acabar no último aluno da roda.
Ao final, caso o professor tenha gravado, ele pode mostrar para os alunos o registro brincadeira.
Essa atividade pode ser repetida com os alunos, para que eles possam desenvolver o raciocínio. A primeira tentativa geralmente resulta em histórias desconexas, mas com o tempo os alunos passam a ouvir o colega e a desenvolver melhor o raciocínio.
O professor não poderá deixar a linearidade da história se perder.
* Recebido do Grupo que Participo no Google *

2 comentários:

  1. Boa Noite!
    Vim deixar meu carinho e lhe oferecer um Selinho que fiz com carinho para amigas que sempre estão sendo visitadas por mim!
    Espero que aceite!

    Um excelente Início de semana abençoado para você!

    Beijoss ficam com Deus!

    ResponderExcluir

 
© Copyright 2009-Reneide Soares. All rights reserved