29 de ago de 2009

QUEM ESTÁ NA CASINHA

QUEM ESTÁ NA CASINHA

PREPARAÇÃO: Alunos sentados, tendo em destaque uma criança que ficará de olhos vendados.
DESENVOLVIMENTO: Cobrir uma mesinha com um tecido, designando “a casinha”. Ao sinal do professor uma criança deverá se deslocar de seu lugar e se esconder dentro da casinha. O aluno que está de olhos vendados deverá observar os colegas para adivinhar quem está na casinha.


SEU LOBO ESTÁ

PREPARAÇÃO: Alunos sentados, tendo em destaque uma criança que será o lobo.
DESENVOLVIMENTO: Ao sinal do professor todos deverão caminhar em direção ao lobo cantando: “Vamos brincar no bosque enquanto seu lobo não vem...”
Quando chegar perto do lobo, perguntar: “_Seu lobo está?”
Ele deverá responder: Estou tomando banho. (Trocando de roupa/ colocando o sapato/ escovando os dentes, etc...) e por fim... “Estou e vou pegar todos...”
Neste momento todos deverão fugir do lobo voltando aos seus lugares.Dessa forma reinicia-se a brincadeira com a escolha de um novo lobo.


CANTIGA DE RODA: ROSA CHEIROSA

PREPARAÇÃO: Alunos em roda, de mãos dadas.
DESENVOLVIMENTO: Movimentar a roda cantando o refrão: “Rosa cheirosa, perfume de algodão é para (fulano) escolher a sua mão”. Neste momento, ao dizer o nome da criança, esta deverá entrar dentro da roda e escolher um amigo.
De mãos dadas com o colega, todos cantam: “Bate, bate, bate... Bate, rebolado, quem dançar comigo, vai ser o meu amigo.”


CANTIGA DE RODA: RODA CUTIA

PREPARAÇÃO: Alunos em roda, de mãos dadas.
DESENVOLVIMENTO: Movimentar a roda realizando a cantiga: “Roda cutia, de noite e de dia, o galo cantou e a casa caiu.” Quando recitar a palavra “caiu”, todos deverão se abaixar.


MAMÃE COELHA

PREPARAÇÃO: Alunos sentados, tendo em destaque, uma criança designada à mamãe coelha. Do outro lado, à sua frente uma criança, designada a raposa.
DESENVOLVIMENTO: Ao sinal, a mamãe dirá: “_Vamos passear?”
Todos deverão deslocar-se até chegar perto da raposa. Porém quando o professor disser: “-Cuidado com a raposa!” Todos deverão voltar aos seus lugares.
OBSERVAÇÃO: Quem for pego sairá da brincadeira.




O GATO E O RATO

PREPARAÇÃO: Alunos sentados, num determinado pique, sendo nomeados os ratos. Tendo ao centro um aluno designado o gato.
DESENVOLVIMENTO: Ao sinal, os ratos deverão se deslocar até o pique à sua frente fugindo do gato.
OBSERVAÇÃO: Se forem pegos deverão ficar nas prisões, que serão organizadas com as cadeiras em fileiras.



O QUE ESTOU VENDO?

PREPARAÇÃO: Alunos sentados em seus respectivos lugares.
DESENVOLVIMENTO: O professor deverá descrever um determinado objeto e as crianças deverão identificá-lo.




BATATA-QUENTE

PREPARAÇÃO: Alunos sentados formando um círculo, tendo de posse uma bola. Em destaque, uma criança tapando o rosto.
DESENVOLVIMENTO: Ao sinal, deverão passar a bola, enquanto a criança que está tapando o rosto diz: Batata- quente, quente, quente... Quando ela disser: Queimou! Quem estiver com a bola deverá sair da brincadeira ou deverá pagar uma prenda.


TATENDO MEU COLEGA

PREPARAÇÃO: Alunos sentados em seus respectivos lugares. Em destaque uma criança, com os olhos vendados.
DESENVOLVIMENTO: Ao sinal do professor, uma das crianças deverá posicionar-se na frente do colega que está com os olhos vendados. Esta, por sua vez, deverá tatear o colega e dizer quem é a criança que está à sua frente.



QUEM SOU EU?

PREPARAÇÃO: Alunos sentados em seus respectivos lugares. Em destaque uma criança com os olhos vendados.
DESENVOLVIMENTO: Ao sinal do professor uma das crianças deverá aproximar-se daquela que está de olhos vendados e dizer: Quem sou eu?
A criança que está de olhos vendados deverá reconhecer o colega pela voz.

CORRIDA DE BALÕES

PREPARAÇÃO: Distribuir para os alunos balões de cores variadas.
DESENVOLVIMENTO: Em duplas, as crianças deverão soprar os balões até que ele ultrapasse a linha marcada no chão.
OBSERVAÇÃO: Antes de iniciar a brincadeira, separar os balões por cores, fazendo com que os alunos nomeiem quantos há de cada cor.





CORRIDA DE COELHOS

PREPARAÇÃO: Utilizar duas caixas grandes de papelão e pregar dois desenhos de coelhos com a boca tendo uma abertura. Deixar a caixa á frente das crianças que estarão em filas. A distância deverá ser marcada com pegadas de coelhos.
DESENVOLVIMENTO: Duas crianças iniciam a corrida ao mesmo tempo, saltando sob as pegadas do coelho. Tendo de posse uma bola, deverá depositá-la na caixa.





O QUE QUER DELE (A)?

PREPARAÇÃO: Alunos sentados em seus respectivos lugares. Tendo em destaque uma criança que deverá estar de olhos vendados.
DESENVOLVIMENTO: Perguntar para a criança que está de olhos vendados: _ É esse? É essa? Apontando as crianças que estão sentadas. Quando ela disser que sim. Perguntar o que quer do colega ou da colega... (Um beijo, um abraço, um aperto de mão, ou um passeio).
A criança deverá realizar a ação que escolher.





FOGUINHO NA CASA DO VIZINHO

PREPARAÇÃO: Alunos sentados nas cadeiras que deverão estar espalhadas por todo o espaço. Tendo em destaque uma criança que ficará em pé.
DESENVOLVIMENTO: A criança em destaque iniciará a brincadeira dizendo: _ Foguinho!!!
Os demais deverão responder: _ Na casa do vizinho!!!
E quando ela disser: _ Troca de lugar com o amiguinho... Todos deverão trocar de lugar.
E assim a criança que ficar em pé reinicia a brincadeira.




EU GOSTO DE VOCÊ

PREPARAÇÃO: Crianças sentadas em círculo, porém uma em destaque em pé.
DESENVOLVIMENTO: A criança em destaque deverá escolher um dos colegas, posicionando-se a sua frente e dizer: Eu gosto de você. O colega deverá perguntar: Por quê? E este deverá responder: Porque você está de tênis. As demais crianças que estiverem de tênis deverão imediatamente trocar de lugar. E a criança em destaque deverá tentar ocupar um dos lugares.
OBSERVAÇÃO: Reinicia-se a brincadeira com a criança que ficar em pé. Porém, deverá destacar outro tipo de acessório utilizado pelas crianças.



DANÇA DOS NOMES

PREPARAÇÃO: Colocar o nome das crianças nas cadeiras e organizá-las em círculo.
DESENVOLVIMENTO: Ao som da música, as crianças deverão dançar em volta das cadeiras e quando a música parar deverá sentar-se na cadeira mais próxima. O professor também deverá ocupar uma das cadeiras. A criança que ficar em pé deverá encontrar a cadeira que contém seu nome e retirá-la.
OBSERVAÇÃO: Prossegue a brincadeira até que todos possam identificar seus nomes.




CAIXINHA DOS NOMES

PREPARAÇÃO: Organizar as cadeiras em círculos, tendo de posse uma caixinha contendo o nome de todas as crianças.
DESENVOLVIMENTO: Ao som da música as crianças deverão passar a caixinha para o colega do lado e assim sucessivamente. Porém, quando a música parar quem estiver com a caixinha deverá retirar o nome de um dos colegas. Deverá o dizer o nome que retirou e dar um abraço no colega.




CORRIDA DAS FORMIGUINHAS

PREPARAÇÃO: Crianças sentadas uma ao lado da outra. Tendo em destaque quatro participantes iniciais, que serão denominados “as formiguinhas”. Dois participantes, deverão ficar sentados na marca designada para receber as folhas, que estarão espalhadas à sua frente numa certa distância. As demais crianças aguardarão sua vez.
DESENVOLVIMENTO: Dado o sinal duas das formiguinhas deverão deslocar-se até as folhas e trazê-las uma a uma para as formiguinhas companheiras.
OBSERVAÇÃO: Realizar a contagem de folhas para designar a equipe vencedora.




ARMAR E DESARMAR A TORRE

PREPARAÇÃO: Crianças sentadas no chão em duas fileiras, de frente uma a outra e guardando entre si certa distância. Junto à primeira de cada fileira haverá uma torre.
DESENVOLVIMENTO: Ao sinal dado, a primeira criança retirará a primeira caixa passando-a ao colega ao lado. Esta passará à próxima e assim sucessivamente, até a última criança da fileira, que colocará no chão ao seu lado. Sem interrupção, a primeira criança estará “desarmando a torre” e a última estará “armando a torre”. O jogo termina quando a torre estiver armada no outro lado.




ESTOURANDO BEXIGAS

PREPARAÇÃO: Em trios, formar quatro colunas, tendo, cada participante em suas mãos uma bexiga.
DESENVOLVIMENTO: Cada participante, de cada um dos trios deverá se deslocar até o colchão à sua frente e estourar a bexiga com os glúteos. Quando o fizer, deverá voltar ao seu lugar dando sinal ao próximo colega, para que este execute a mesma ação. O trio que terminar de estourar as bexigas primeiras e voltar para o lugar de início será considerado o vencedor.





BOLA AÉREA

PREPARAÇÃO: Alunos dispostos em duas colunas, tendo o primeiro de cada uma delas de posse de uma bola.
DESENVOLVIMENTO: Ao sinal dado, os jogadores deverão passar a bola por cima da cabeça dos colegas até o último da respectiva coluna. Este, por sua vez, deverá se deslocar para o início da coluna reiniciando a passagem da bola e assim sucessivamente, até que o último da coluna assuma o lugar de início. O grupo que realizar primeiro a atividade será considerado vencedor.




BOLA AO TÚNEL

PREPARAÇÃO: As crianças deverão formar duas colunas, tendo à frente das mesmas, dois círculos, que serão ocupados por duas crianças, com as bolas.
DESENVOLVIMENTO: Ao sinal, as crianças que estarão no círculo, deverão arremessar as bolas para as primeiras de seus partidos correspondentes. A primeira de cada coluna passa a bola para seu colega seguinte, porém o passe de bola deverá ser realizado por debaixo das pernas, e assim até o final da coluna. O último integrante de cada coluna deverá se deslocar ocupando o lugar de início e realizar a atividade novamente, e assim sucessivamente até que todos os integrantes realizem esta etapa. Será considerado vencedor o partido, em que o iniciante chegar primeiro no círculo e levantar a bola.


DANÇA DA LARANJA

PREPARAÇÃO: Crianças em duplas, tendo de posse uma bola.
DESENVOLVIMENTO: Ao som da música, dançar com a bolinha colocada testa a testa.
OBSERVAÇÃO: Quem deixar a bolinha cair, deverá ir saindo da brincadeira.
Vencerá quem conseguir dançar mais tempo com a bolinha, sem deixá-la cair.





DANÇA DO CHAPÉU

PREPARAÇÃO: Crianças em duplas aos pares. Uma em destaque, tendo de posse um chapéu.
DESENVOLVIMENTO: Ao som da música deverão dançar com seus pares.
Porém a criança que estiver com o chapéu deverá colocá-lo na cabeça de um dos colegas. Este por sinal deverá liberar seu par para dançar com o colega, ficando com o chapéu e reiniciando a brincadeira.




MARIA VIOLA

PREPARAÇÃO: Dispor os participantes numa fila, lado a lado. Um deles fica diante do grupo, com a bola. Vira-se de costas e joga a bola para trás. O grupo pega a bola e alguém fica com ela escondida atrás das costas.
DESENVOLVIMENTO: Todos cantam: “Maria viola com quem está a bola”
A criança em destaque vira-se e adivinha com quem está a bola. Se acertar, a criança que está com a bola vai para o seu lugar. Se não, Maria viola continua sendo o mesmo jogador.





PASSAR A BOLA

PREPARAÇÃO: Fazer um círculo.
DESENVOLVIMENTO: Um jogador passa a bola para o colega do lado, e este para o outro adiante, procurando fazê-lo cada vez mais rápido, sem deixá–la cair.
Quem errar, paga prenda e sai do grupo. O que ficar por último é o vencedor.




CAÇADA DE ANIMAIS

PREPARAÇÃO: Nos quatro cantos da sala traçam-se os “currais” e num dos lados do mesmo, a “prisão”. Uma criança será designada o pegador e as demais serão divididos em quatro grupos de igual número, sendo que, cada grupo será nomeado como um tipo de bicho que vive em currais.
DESENVOLVIMENTO: Dado o sinal, o caçador grita o nome de duas espécies de bichos que deverão trocar de lugar. O caçador deverá persegui-los e todo aquele que for caçado deverá ser recolhido à prisão.



ACERTE O ALVO

PREPARAÇÃO: Alunos organizados em filas, tendo de posse uma bola. À frente, garrafas espalhadas sendo intercaladas umas próximas das outras.
DESENVOLVIMENTO: Ao sinal, cada participante deverá acertar o alvo, tentando derrubar a maior quantidade possível de garrafas.




ACERTE O ALVO COM CAIXINHAS

PREPARAÇÃO: Alunos organizados em filas, tendo de posse uma bola. À frente, deverão conter várias caixinhas coloridas, que deverão estar empilhadas uma sobre a outra sendo intercaladas umas próximas das outras.
DESENVOLVIMENTO: Ao sinal, cada participante deverá acertar o alvo, tentando derrubar a maior quantidade possível de caixinhas.



NOMEAR CORES

PREPARAÇÃO: Alunos sentados em círculo, tendo de posse uma caixinha.
DESENVOLVIMENTO: Cada criança deverá entrar no meio da roda e dizer a cor da caixinha que possui. Após apresentação da cor, deverá empilhar as caixinhas no centro da roda, sem deixá – las cair.


JOGO DAS ARGOLAS

PREPARAÇÃO: Espalhar diversas garrafas, umas próximas das outras. O participante receberá 6 argolas coloridas.
DESENVOLVIMENTO: Dado o sinal, o participante deverá tentar encaixar as argolas nas garrafas.


PULA DISTÂNCIA (A PONTE)

PREPARAÇÃO: Organizar duas linhas no chão. Sendo uma fixa e outro móvel. Os alunos deverão organizar-se em fila.
DESENVOLVIMENTO: Dado o sinal, os alunos deverão pular a ponte, sem pisar no centro.
Conforme forem passando a ponte serão aumentados.
OBSERVAÇÃO: Vencerá a criança que conseguir pular a maior distância delimitada no chão.


CORRIDA DE OBSTÁCULOS COM BOLAS

PREPARAÇÃO: Formar duas colunas, tendo cada equipe uma bola. À frente de cada equipe uma cadeira.
DESENVOLVIMENTO: Ao sinal o primeiro da fila deverá contornar o obstáculo e voltar correndo, passar a bola pra o próximo da fila e ir para o final da fila.
OBSERVAÇÃO: Vencerá a equipe que terminar primeiro.


CAIXA NA RODA

PREPARAÇÃO: Alunos organizados em círculo, tendo de posse uma caixa, contendo em seu interior letras ou números.
DESENVOLVIMENTO: Passar a caixa pela roda de mãos em mãos, cantando: “Passa a caixa pela roda, sem a roda desmanchar, se você ficar com a caixa, uma palavra irá falar ou um número irá retirar”.
OBSERVAÇÃO: A criança deverá dizer uma palavra com a letra que inicie com a letra que retirar da caixa ou dizer que número retirou.


ESCONDER O APAGADOR

PREPARAÇÃO: Os alunos enfileirados, tapando o rosto num pique.
DESENVOLVIMENTO: O professor deverá esconder o apagador para os alunos procurarem. Enquanto tentam descobrir o objeto, o professor deverá orientá-los, se estão pertos ou longe do objeto, estipulando o termo: quente ou frio.
OBSERVAÇÃO: O aluno que encontrar o apagador deverá escondê-lo.


PEGUE OS CARTÕES

PREPARAÇÃO: Alunos sentados um ao lado do outro. Tendo em destaque duas crianças que dará início a brincadeira.
DESENVOLVIMENTO: À sua frente em cima das mesas deverão conter cartões de numerais de 0 a 5. Cada participante deverá estar com um prendedor nas mãos. Dado o sinal, deverão deslocar-se ate a mesa através do movimento de pinça, retirar o cartão com o número estipulado e coloca-lo sobre a cadeira, que estará no ponto de partida.
OBSERVAÇÃO: Vencerá a criança que chegar primeiro com o numeral designado.


CORRIDA DOS NÚMEROS

PREPARAÇÃO: Alunos sentados um ao lado do outro. À frente espalhar cartões no chão com umerais de 0 a 5.
DESENVOLVIMENTO: Dado o sinal, dois participantes deverão disputar uma corrida, pegando os cartões com os numerais estipulados. Deverão trazê-los o mais rápido possível.
OBSERVAÇÃO: Vencerá os participantes que trouxerem corretamente os numerais estipulados.


ESPANTALHO

PREPARAÇÃO: Forma duas equipes com o mesmo número cada uma, sendo que uma criança de cada equipe deverá ser o espantalho.
DESENVOLVIMENTO: O professor deverá prender a mesma quantidade de grampos na roupa de cada espantalho. Dado o início, os primeiros de cada equipe começam a tirar os grampos dos espantalhos, colocando-os dentro de um pote.
OBSERVAÇÃO: Conforme a participação de cada integrante, realizar a contagem dos prendedores.


MÚSICA: QUERO VER QUEM PEGA

PREPARAÇÃO: Alunos em duplas.
DESENVOLVIMENTO: Realizar as ações conforme a música: “Eu quero ver quem pega, eu quero ver quem pega, eu quero ver quem pega, no nariz do colega.”
(boca, cabeça, cotovelo, tornozelo, orelha, etc...)


TELEFONE SEM FIO

Sente as crianças em roda e conte uma pequena história no ouvido da criança à sua direita. Esta deverá fazer a mesma coisa no ouvido da coleguinha à sua direita. Até que a história chegue à última criança, estará “deformada”. Assim, você mostra para as crianças como são formadas as lendas. (Hoje o dia está lindo. O sol brilha forte e os pássaros voam bem altos).


MORTO-VIVO

Organizar uma fileira, onde cada criança deverá ficar ao lado da outra. Todas deverão seguir as ordens ditadas pelo professor: Vivo (ficar em pé), Morto (ficar abaixado ou de croque).
A criança que executar as ordens de maneira contrária deverá sair da brincadeira.
Vencerá a criança que permanecer até o final da brincadeira, executando as ordens de maneira correta.

DANÇA DO ALFABETO

PREPARAÇÃO: Colocar as letras do alfabeto em círculo no chão.
Todos deverão ficar ao redor das letras.
DESENVOLVIMENTO: Quando a música tocar, todos devem rodar, acompanhando o ritmo. Quando a música parar, todos devem colocar-se na primeira letra do seu nome.
OBSERVAÇÃO: Questionar os alunos registrando em que letra ficou mais/menos criança. Ficou-se alguma letra sem criança e quais as letras.


ACHE SEU NOME

PREPARAÇÃO: As crianças deverão ficar espalhadas pelo espaço. Espalhar tarjas com os nomes dos alunos no chão.
DESENVOLVIMENTO: Ao som da música deverão caminhar pelo espaço. Quando a música parar cada um deverá encontrar seu nome e posicionar-se à frente.
OBSERVAÇÃO: Variar a brincadeira colocando as tarjas com as letras iniciais do nome dos alunos.


O QUE QUER LEVAR? (A VIAGEM)

PREPARAÇÃO: O professor deverá escolher uma palavra chave e dizer que vai levar determinado objeto numa viagem de avião, por exemplo: Vou levar uma “bola”. (Palavra chave: brinquedos)
DESENVOLVIMENTO: As crianças deverão escolher um objeto para levar se for brinquedo o professor dirá que pode levar, do contrário não.
OBSERVAÇÃO: Esta atividade visa desenvolver o raciocínio, a imaginação, atenção e concentração, pois deverão perceber qual é a palavra chave.

COBRA-CEGA

PREPARAÇÃO: Formar um grupo de crianças e colocar uma no meio do círculo, a qual irá se passar de cobra-cega. Pegar um lenço e vendar os olhos da criança.
DESENVOLVIMENTO: Iniciar a brincadeira cantando: - Cobra-cega de onde vem?
Esta deverá responder: - Venho vindo de Belém.
- O que traz pra nós?
- Arroz.... Feijão... Batata... (ou outra coisa)
A criança deverá sairá atordoada em busca de outra cobra-cega. Quando pegar alguém, esta passará a ocupar o seu lugar, sendo nomeada a cobra-cega.
OBSERVAÇÃO: A cobra-cega deverá descobrir qual o colega que ela está apalpando.


O LIMÃO

PREPARAÇÃO: Formar um círculo, onde as crianças deverão estar sentadas no chão.
DESENVOLVIMENTO: O professor inicia a passagem do limão que deve acompanhar o ritmo do canto: - O limão entrou na roda... Ele passa de mão em mão... Meu limão... Ele vai, ele vem... Ele vai, ele vem... Ele ainda não chegou...
OBSERVAÇÃO: A criança que estiver com o limão na mão, ao terminar a música, deverá pagar uma prenda ou sair da brincadeira.


CORRIDA DAS TARTARUGAS

PREPARAÇÃO: Crianças posicionadas como as tartarugas, com as mãos no chão, sem encostar os joelhos no chão.
DESENVOLVIMENTO: Ao sinal do professor, cada criança deverá percorrer o espaço designado contendo uma caixinha colorida nas costas (que será o casco), sem deixar cair. Quem chegar primeiro ao local de chegada será o vencedor.


RATINHO CURIOSO

PREPARAÇÃO: Alunos sentados, sendo que duas crianças ficarão em pé.
DESENVOLVIMENTO: Com uma tira de fita crepe, marcar o chão onde será a chegada dos ratinhos. Em seguida escolher duas crianças, que serão ratinhos e competirão. Dar uma bola para cada ratinho. Estes, por sua vez deverão levar a bola com a cabeça (de quatro) até o local de chegada. Nisso, as outras crianças ficam torcendo pelos coleguinhas. Ganha quem chegar primeiro e a brincadeira continua até que todos participem.


BOLICHE DOS NÚMEROS

PREPARAÇÃO: Alunos sentados, sendo que um fica em pé para iniciar a brincadeira.
DESENVOLVIMENTO: Enumerar o jogo de boliche de 0 a 5. Chamar uma criança para derrubar. Fazer a contagem oral, juntamente com as crianças de quantas bolas conseguiu derrubar e que números derrubaram. Continuar até que todos tenham participado.


PASSOU UM CAMINHÃO DE LARANJA

PREPARAÇÃO: Alunos sentados em cadeiras, formando uma roda.
DESENVOLVIMENTO: Todas as crianças colocam as duas mãos fechadas para frente e a professora vai passando e batendo em cada uma das mãos das crianças, cantando: “Passou um caminhão de laranja por aqui, quantas laranjas você comprou?”
Em quem parar deverá dizer um número qualquer, por exemplo: cinco. E a professora continua batendo nas mãozinhas: 1, 2, 3, 4, 5. Em quem parar deverá esconder uma das mãozinhas. E quando esta tiver as duas mãos escondidas deverá virar a cadeira do lado contrário. A brincadeira continua até que todos tenham as duas mãos escondidas, ficando apenas um ganhador.


CORRE-CUTIA

PREPARAÇÃO: Crianças sentadas em círculo. Tendo uma em pé de posse de uma bola.
DESENVOLVIMENTO: Ao som da música: Corre cutia, na casa da tia, corre cipó na casa da vó, lencinho branco, caiu no chão, moça bonita do meu coração. Posso olhar? – Não! Quem olhar vai ser bobão. A criança deverá colocar a bola atrás de um colega. Este por sua vez, deverá tentar queima-lo antes que ocupe seu lugar no círculo.
OBSERVAÇÃO: A criança que for queimada deverá ficar no centro da roda.


A TRILHA DO SACI

PREPARAÇÃO: Delimitar o caminho a ser percorrido no chão, com fita crepe. Organizar dois grupos de crianças, tendo cada grupo de posse um chapéu denominando o gorro do saci.
DESENVOLVIMENTO: Dado o sinal de início, o primeiro participante de cada fileira deverá percorrer o caminho trilhado com um pé só e retornar ao local de início colocando o chapéu na cabeça do próximo participante. Assim procede sucessivamente até que o último participante chegue à linha de início.
OBSERVAÇÃO: Vencerá o grupo que percorrer o caminho e chegar à linha de início.


MAMÃE POLENTA

PREPARAÇÃO: Nomear uma criança como a mamãe polenta. Os demais deverão ficar à sua volta, sendo nomeados os filhos.
DESENVOLVIMENTO: Realiza-se o seguinte diálogo:
-Mamãe, o que você está fazendo?
- Polenta!
- Dá um pouquinho?
- Só depois da missa!
Neste instante todos deverão simular que estão na missa rezando e uma das crianças deverá fazer de conta que comeu toda polenta que a mamãe estava fazendo.
Voltando para casa prossegue o diálogo:
- Cadê a polenta que estava aqui?
- O gato comeu.
- Cadê o gato?
- Está em cima do telhado.
- Como eu faço pra subir?
- Pegue a escada.
- E se eu cair?
- Bem feito!!!
Neste momento todos deverão sair correndo e a mamãe deverá pegar uma criança que será nomeada a mamãe. Assim reinicia-se a brincadeira.
OBSERVAÇÃO: Pode-se variar a brincadeira, eliminando as crianças que forem tocadas.


BOLA NO BALDE

PREPARAÇÃO: Organizar duas fileiras com o mesmo número de participantes. Cada grupo deverá ter de posse um balde contendo 10 bolinhas cada um.
DESENVOLVIMENTO: Dado o sinal, o primeiro de cada fileira deverá arremessar as bolinhas para dentro do balde que deverá estar posicionado à sua frente.
OBSERVAÇÃO: A brincadeira deverá ser realizada de dois em dois. Vencerá a criança que conseguir arremessar o maior número de bolinhas para dentro do balde.

A CANOA VIROU

PREPARAÇÃO: Crianças em roda de mãos dadas.
DESENVOLVIMENTO: Girar a roda realizando a cantiga: A canoa virou, Por deixá-la virar, foi por causa do Pedrinho, que não soube remar. Se eu fosse um peixinho e soubesse nadar, tirava o Pedrinho do fundo do mar.
OBSERVAÇÃO: As crianças giram cantando a primeira parte da música (que não soube remar), e a criança que for chamada deverão virar do lado contrário ficando de costas na roda.
Na segunda parte da música as crianças que estão de costas, conforme forem chamadas deverão desvirar-se e posicionar-se na roda.


DANÇA CRIOULA

PREPARAÇÃO: Crianças em roda de mãos dadas.
DESENVOLVIMENTO: Realizar a cantiga: Dança crioula, que veio da Bahia. Pegue essa criança e jogue na bacia. A bacia é de prata arejada com sabão. Depois de enxaguada, enxuga no roupão. O roupão é de seda, camiseta de filó. Roupinha de seda, pra que ficar vovó. Benção vovó... Benção vovó...
OBSERVAÇÃO: Ao dizer “Pegue essa criança e jogue na bacia”, uma criança deverá ser escolhida, devendo entrar na roda. Esta será denominada a vovó. Todos deverão pedir as bênçãos a ela.

COLHENDO FLORES

PREPARAÇÃO: Organizar duas fileiras com o mesmo número de participantes. Em destaque ao centro deverão ficar duas crianças que serão nomeadas as árvores, onde deverão ser fixadas 10 flores cada uma.
DESENVOLVIMENTO: Dado o sinal, o primeiro participante de cada fileira deverá deslocar-se até a árvore, retirar uma flor e voltar ao seu lugar. E assim procede até que todos os participantes executem a ação.
OBSERVAÇÃO: Vencerão o grupo que retirar primeiro as flores da árvore.


EU SENTEI NO JARDIM

PREPARAÇÃO: Crianças sentadas em suas cadeiras formando um grande círculo. Colocar na roda uma cadeira vazia.
DESENVOLVIMENTO: As crianças que estiverem sentadas ao lado da cadeira vazia disputarão o lugar. A criança que sentar deverá dizer: “-Eu sentei!”
A criança que estiver à sua direita deverá sentar-se ao seu lado e dizer: “-No jardim”.
E conseqüentemente a próxima á direita deverá responder a pergunta do grupo: “-Com quem?”
Devendo chamar um colega para sentar-se ao seu lado.
OBSERVAÇÃO: Assim procede a brincadeira partindo do início novamente.


COMPRAR FITA

PREPARAÇÃO: Crianças sentadas uma ao lado da outra. Cada uma de posse de uma fita em cores diferentes.
DESENVOLVIMENTO: O professor iniciará o diálogo: “-Quem quer comprar fita?”
As crianças se oferecerão e apenas uma deve ser escolhida.
A criança escolhida deverá escolher uma cor de fita. Quem estiver com a fita da cor selecionada deverá levantar-se e posicionar-se à frente do professor, pois a criança estipulará uma medida pra ela. Conforme a medida destinada, esta deverá dar voltas, girando em círculo. Em seguida deverá voltar ao seu lugar.
OBSERVAÇÃO: A brincadeira prossegue, reiniciando com a escolhe de outra criança.


O MESTRE MANDOU

PREPARAÇÃO: O professor será nomeado o mestre, direcionando a brincadeira, estipulando ordens.
DESENVOLVIMENTO: As crianças deverão executar tudo o que o mestre mandar. Se o mestre mandar pular, todos dever ao pular... E assim por diante...
OBSERVAÇÃO: Pode-se nomear uma criança por vez pra ser o mestre.


VOA VOA ABELHINHA

PREPARAÇÃO: Crianças sentadas utilizando máscaras de flores e folhas. Em destaque duas crianças com máscaras de abelhinhas.
DESENVOLVIMENTO: Ao som da música: “Voa voa abelhinha... vai voando sem parar... voa entre as florzinhas pro melzinho preparar... Zum zum voa abelhinha... zum zum, voa abelhinha... voa voa abelhinha... entre as flores do jardim... voa voa abelhinha faz melzinho para mim...” As crianças denominadas as abelhinhas deverão passear pelas flores seguindo o caminho traçado em zigue-zague.
OBSERVAÇÃO: Vencerá a criança que percorrer primeiro o caminho estipulado.


LERO LERO FLORZINHAS ZERO


PREPARAÇÃO: Dividir as crianças em dois grupos: meninas e meninos. Cada grupo terá de posse uma árvore. O professor também deverá ter uma árvore. Porém a sua, deverá conter uma quantidade estipulada de flores.
Em destaque, teremos fichas correspondentes às jogadas, de acordo com as cores do dado, que deverá ser jogado por cada participante.
A cor vermelha terá como representação na ficha uma florzinha.
A cor verde representará duas flores.
O azul representado pelo pássaro significa que o jogador passará a vez para o outro grupo.
A cor amarela representada pela árvore significa que o jogador deverá devolver á árvore do professor as flores que foram retiradas anteriormente.
DESENVOLVIMENTO: A criança jogará o dado de cores e conforme a cor selecionada deverá executar a ação representada pelas fichas.
OBSERVAÇÃO: Vencerá o grupo que conseguir retirar o maior número de flores da árvore do professor, passando-as para a árvore do seu grupo.


BOLA AO CESTO

Para esta brincadeira, serão necessárias duas bolas, dois cestos ou duas caixas de papelão, em que caibam as bolas escolhidas. A classe deverá ser dividida em duas equipes, alunos em filas, sendo que as equipes, deverão estar mais ou menos distantes uma da outra. Na frente de cada equipe será traçada uma linha e, a partir dela, a mais ou menos um metro, será colocado um cesto ou caixa de papelão.
DESENVOLVIMENTO: Ao sinal do professor, o primeiro aluno de cada fila deverá posicionar-se o mais próximo possível da linha e arremessar a bola dentro do cesto.
A professora, ou o aluno que arremessou, então pega a bola e entrega para a próxima criança da fila, que deverá seguir os mesmos passos da primeira criança.
Isto será feito sucessivamente, até que todas as crianças tenham feito seu arremesso.
A equipe que tiver feito mais cestas vencerá a partida.
Cada criança ao fazer uma cesta pega uma tampinha para o final contar quantos pontos fizeram cada equipe.
OBSERVAÇÃO: Essa é uma atividade que está diretamente associada a noções de direção, sentido, localização, comparação de quantidades e que possibilita diversas explorações. A professora deve, após o jogo, levantar situações-problema.
É importante também o registro desta atividade e a socialização do mesmo. A professora ou o aluno pode registrar a atividade.


O DADO DAS CORES

Para a proposta reconhecer as cores e observar as formas geométricas básicas, o professor precisa providenciar um dado com fases nas cores azul, vermelha, verde e amarela. Nas mesmas cores, deve preparar formas geométricas (círculos, quadrado, triângulo e retângulo), recortadas em papel, e espalhá-las pelo pátio.
Uma das crianças joga o dado. A cor que sair na face do dado virada para cima indicará a cor da forma que a criança deverá encontrar e sentar-se sobre ela.
Essa atividade deve ser repetida durante o tempo em que houver interesse das crianças.


O TAMBORIM

MATERIAL: PLACAS COM IDENTIFICAÇÃO DOS NÚMEROS SOLICITADOS
O animador desta brincadeira pode ser uma criança diferente a cada dia. Ele escolhe um número extraído do domínio das crianças. Cada uma das demais crianças tem em sua carteira (dispostas em círculo) algumas etiquetas com algarismos de 0 a 9.
O animador bate em seu tamborim (que pode ser uma panela ou objeto qualquer) uma vez ou duas vezes, assim por diante.
O professor baixa o tamborim e os alunos devem levantar a etiqueta com o número correspondente às batidas efetuadas.


CAÇA AOS NÚMEROS

MATERIAIS: cartões numerados de 1 a 30 (vários).
OBJETIVOS: raciocínio matemático, agilidade, observação, espírito de equipe.
Dividir as crianças em equipes, e, ao sinal do professor, elas irão procurar os cartões antecipadamente escondidos. É fundamental a presença de um adulto com as crianças menores de 6 anos.
Ganha o grupo que somar mais pontos com os cartões encontrados.
VARIAÇÕES: esconder tampinhas de garrafa.


CAÇADOR COM NÚMEROS

Este jogo é uma variação do caçador, onde cada participante usará um crachá contendo um número que ficará virado de forma que ninguém possa vê-lo. Toda vez que um participante for atingido pela bola deverá mostrar seu número. Vence o grupo que somar mais pontos ou então pode-se combinar que o vencedor será o grupo que somar menos pontos.


O PASSARINHO QUER SEU NINHO

PREPARAÇÃO: Desenhar nos chãos vários círculos, conforme o número de alunos. Sendo que cada criança (os passarinhos), deverá ficar dentro dele, sendo assim nomeados seus ninhos. Uma criança em destaque ficará sem “ninho”
DESENVOLVIMENTO: Dado o sinal, o professor dirá: - Passarinho quer seu ninho! Nesse momento as crianças deverão trocar de lugares. E a criança destacada deverá tentar ocupar um lugar.
OBSERVAÇÃO: Pode-se ir eliminando os círculos, retirando as crianças que não conseguirem ocupar os círculos.


TIGRE E LEÃO

PREPARAÇÃO: Organizar as crianças em dois grupos. Posicioná-las uma a uma de costas para a outra. Tendo à frente de cada grupo um grande círculo.
DESENVOLVIMENTO: O professor contará uma história, porém quando aparecer na história o nome “leão” ou “tigre”, as crianças representadas por estes, deverá correr para o círculo, sendo perseguidas pelo grupo contrário.
OBSERVAÇÃO: As crianças que forem pegas deverão passar a pertencer ao grupo oposto.
Vencerá o grupo que conseguir transferir todos para o seu grupo.



GATO MIA

PREPARAÇÃO: Crianças dispersas pelo espaço. Uma em destaque com os olhos vendados.
DESENVOLVIMENTO: A criança que esta com os olhos vendados deverão percorrer pelo espaço aa procura de alguma criança, que deverá estar escondida. Quando encontrar alguém deverá dizer: “- gato mia!” Acriança que foi encontrada deverá responder: - Miau... E acriança que esta de olhos vendados deverá tentar reconhecer a voz da criança através do miado.
OBSERVAÇÃO: A brincadeira prossegue, tendo outra criança os olhos vendados.


CORRIDA DAS MAÇÃS

PREPARAÇÃO: Organizar duas fileiras com o mesmo número de participantes. Em destaque ao centro deverão ficar duas crianças que serão nomeadas as árvores, onde deverão ser fixadas 10 maçãs cada uma.
DESENVOLVIMENTO: Dado o sinal, o primeiro participante de cada fileira deverá deslocar-se até a árvore, retirar todas as maçãs da árvore e voltar ao seu lugar. E assim procede até que todos os participantes executem a ação.
OBSERVAÇÃO: Vencerão o grupo que retirar primeiro as maçãs da árvore.


ESTOURANDO BEXIGAS

PREPARAÇÃO: Organizar duas filas, tendo, cada participante em suas mãos uma bexiga.
DESENVOLVIMENTO: Cada participante deverá se deslocar até o colchão à sua frente e estourar a bexiga com os glúteos. Quando o fizer, deverá voltar ao seu lugar dando sinal ao próximo colega, para que este execute a mesma ação. Vencerá o grupo que terminar de estourar as bexigas primeiras e voltar para o lugar de início.


LIMÃO NA COLHER

PREPARAÇÃO: Crianças em duplas, sendo colocada uma de frente à outra numa determinada distância. Cada dupla deverá ter de posse uma colher e um limão.
DESENVOLVIMENTO: dado o sinal, os participantes deverão deslocar-se até chegar ao colega, tendo o limão na colher. Deverá passar para o colega a colher com o limão, para que este leve ao local de início.
OBSERVAÇÃO: Vencerá a dupla que o fizer primeiro.


QUEM É O FANTASMA

OBJETIVO: Contribuir para o desenvolvimento da percepção de forma.
DESENVOLVIMENTO: A turma será dividida em duas equipes. Uma deverá ficar dentro e a outra fora da sala.
As crianças que estiverem dentro da sala enviarão uma criança coberta com o lençol que será o fantasma.
As crianças que estiverem fora da sala deverão adivinhar quem é o fantasma.
Depois as crianças que estiverem fora da sala enviarão um fantasma para a turma que estiver dentro.
OBSERVAÇÃO: E assim as turmas revezam até que todos participem.


BRUXA E FADA

PREPARAÇÃO: Crianças dispersas pelo espaço. Em destaque duas crianças que serão destacadas como “bruxa” e “fada”.
DESENVOLVIMENTO: Ao sinal, as crianças deverão percorrer o espaço fugindo da “bruxa” que tentará tocá-los, transformando-os em pedra.
A fada deverá tocar com sua varinha mágica, a criança que foi transformada em pedra, livrando-a do feitiço.
OBSERVAÇÃO: As crianças que forem transformadas em pedra deverão ajudar a bruxa na captura dos demais.


CORRIDA DAS BOLINHAS

PREPARAÇÃO: Organizar duas fileiras com o mesmo número de participantes. Cada grupo deverá ter de posse um balde contendo 10 bolinhas cada um.
DESENVOLVIMENTO: Dado o sinal, o primeiro de cada fileira deverá levar todas as bolinhas para dentro do balde, que deverá estar posicionado à sua frente. Porém deverá levar uma bolinha de cada vez.
OBSERVAÇÃO: A brincadeira deverá ser realizada de dois em dois. Vencerá a criança que conseguir levar primeiro todas as bolinhas para dentro do balde.

PASSA-ANEL

PREPARAÇÃO: As crianças dispõem-se em roda, formando um grande círculo. Em destaque uma criança que deverá estar de olhos vendados e outra que estará de posse de um anel.
DESENVOLVIMENTO: A criança que estará com o anel deverá passá-lo a uma das crianças que formam a roda. Entretanto, a que estará com os olhos vendados tentará descobrir com quem está o anel.


A GALINHA, OS PINTINHOS E A RAPOSA.

PREPARAÇÃO: Em extremidades opostas do campo, marcam-se dois piques. Numa se posta o grupo de crianças, denominadas “os pintinhos”,no outro está a galinha. Entre os dois, ao centro do campo acha-se a “raposa”.
DESENVOLVIMENTO: Para começar, a galinha chama os pintinhos: “_ Venham cá, meus pintinhos!” Os pintinhos, porém, temerosos da raposa que os vigia atenta, respondem: “_ Não! Temos medo da raposa!” Insistindo com eles, a galinha renova seus chamados: ”_ Podem vir!” E os pintinhos respondem: “_ Mas quem?” E a galinha chama uma das crianças (pelo nome), para que se desloque até chegar ao pique oposto.
A raposa, entretanto, que só estava à espera disto, persegue-os, pegando quantos puder. A brincadeira recomeça quando os pintinhos conseguirem chegar ao pique ou quando forem capturados.


ELEFANTE COLORIDO

PREPARAÇÃO: Alunos sentados em seus respectivos lugares. Numa mesa, em destaque ficarão diversas pecinhas de montar de cores variadas.
DESENVOLVIMENTO: Dado o início o professor pergunta: “Elefante colorido?”
As crianças responderão: “Que cor?”
O professor dirá a cor e tocará a cabeça da criança que deverá apontar a cor designada.


RATINHO CURIOSO

PREPARAÇÃO: Alunos sentados, sendo que duas crianças ficarão em pé.
DESENVOLVIMENTO: Com uma tira de fita crepe, marcar o chão onde será a chegada dos ratinhos. Em seguida escolher duas crianças, que serão ratinhos e competirão. Dar uma bola para cada ratinho. Estes, por sua vez deverão levar a bola com a cabeça (de quatro) até o local de chegada. Nisso, as outras crianças ficam torcendo pelos coleguinhas. Ganha quem chegar primeiro e a brincadeira continua até que todos participem.


EMPRESTA SUA CASINHA

PREPARAÇÃO: Alunos sentados em suas cadeiras, sendo que uma criança fica em pé.
DESENVOLVIMENTO: A criança que está em pé deve dirigir-se a um colega e dizer: Empresta sua casinha? Esta por sua vez, levanta-se, emprestando sua “casinha” e prosseguindo a brincadeira, até que todos participem.

SERPENTE

PREPARAÇÃO: Alunos sentados, dispersos pelo espaço.
DESENVOLVIMENTO: O professor inicia a brincadeira cantando: “Essa é a história da Serpente, que desceu do morro para procurar um pedaço do seu rabo, você também...” Neste último verso, o professor deverá apontar uma criança que deverá se colocar atrás dele, passando por debaixo de suas pernas. A cantiga se repete até que todos os alunos se posicionem atrás dos demais.



QUEM SAIU?!

PREPARAÇÃO: Alunos sentados, tendo em destaque uma criança que ficará de olhos vendados.
DESENVOLVIMENTO: Pedir a uma criança do grupo que saia da sala e fique escondida.
A criança que está com os olhos vendados deverá observar os colegas que estão à sua frente e perceber quem é o amigo que saiu.


COELHO TROCA DE CASA

PREPARAÇÃO: Desenhar no chão um quadrado para cada criança, sendo nomeadas suas casas. Apenas uma das crianças ficará sem “casa”.
DESENVOLVIMENTO: A criança que está em pé deverá ocupar uma das casas dos colegas, quando professor disser: “Coelho troca de casa”, todos deverão deslocar-se de seus lugares.
Na troca de casinhas a criança que ficar sem lugar deverá reiniciar ou brincadeira.

1. ERA UMA VEZ
♥ Objetivos: Combinar e improvisar posturas corporais; dar-se conta da própria imagem e expressão em posições estáticas; manter uma postura expressiva durante alguns instantes; memorizar a reprodução de expressões e emoções.
♥ Desenvolvimento: O espaço será separado em 2 zonas representando 2 cidades vizinhas. As crianças ficarão livremente espalhadas no espaço.A narrativa da história previamente preparada pela professora será o fio condutor. Por exemplo: "Era uma vez uma bruxa malvada que transformava as crianças em ratos, pedras, papagaios, sapos, etc. Quando ela dormia, as crianças aproveitavam para fugir da cidade como pudessem, sendo que, ao chegar à outra cidade, estavam salvas. Ao acordar, a bruxa as perseguia e enfeitiçava novamente." Após brincarem durante várias aulas, as próprias crianças farão o papel da bruxa.
♥ Outras propostas: as histórias podem variar, assim como as propostas ou ações que as crianças deverão exercer.

2. OLHO COM OLHO
♥ Objetivos: Estimular a relação e a comunicação entre o grupo; identificar e sensibilizar diferentes partes do corpo; descobrir formas de sentir o contato com o outro; controlar e estar atento ao fazer contato com os outros
.♥ Desenvolvimento: precisa de um pandeiro. Todo grupo ficará bem espalhado pelo espaço. Todos marcharão pelo espaço seguindo o ritmo marcado pelo pandeiro. Ao sinal previamente combinado, será indicada a parte do corpo com a qual as crianças devem estabelecer contato entre si, por exemplo: pé com pé, mão com mão, orelha com orelha, etc.
♥ Avaliação: observar a rapidez e a habilidade para executar a a tividade. Avaliar o grau de atenção e de dispersão que manifestam.
*******************

3. RODA DA FORTUNA
♥ Objetivos: reagir diante de mudanças de sentido; memorizar e automatizar passes e recepções de bola à curta distância; manter um movimento sem deslocamentos.
♥ Desenvolvimento: Bolas e cartões coloridos (ou adesivos). Cada criança usará um adesivo colorido e formarão uma roda (grupos de 7 a 8 crianças). Fazer com que as cores fiquem distribuídas formando uma série: azul, vermelho, amarelo... Cada grupo receberá uma bola.A atividade consiste em que cada grupo vá passando a bola na mesma direção e, ao sinal, deixem a bola parada nas mãos da criança que a recebeu. Para dar emoção ao jogo, conforme a cor do adesivo, o grupo obterá 1 ponto ou 2, ou perderá os pontos. Pode-se combinar até que total será jogado.

4. MAQUINISTA DO TREM
♥ Objetivos: Experimentar giros, mudanças de sentido e de direção; coordenar deslocamentos próprios com os do grupo; ter a capacidade de dirigir e de acompanhar os outros; aprender a mudar de papel com a rapidez de um estímulo.
♥ Desenvolvimento: pandeiro (material). Formam-se grupos de 5 ou 6 crianças. Com uma criança atrás da outra, cada grupo simula ser um trem, com um maquinista na frente.Cada trem se deslocará por todo o espaço, livremente, acompanhando o ritmo marcado pelo pandeiro. O adulto anunciará mudanças de direção, indicando quando girar para um lado ou para o outro, quando andar reto para frente ou para trás, etc. Ao sinal "mudança de maquinista!", o trem girará sobre si próprio e haverá uma mudança de sentido na direção do trem. O último vagão passará a ser o maquinista.

5. O BALÃO NÃO PODE CAIR...
♥ Objetivos: reforçar o equilíbrio com diferentes pontos de apoio do corpo; adequar as posturas para bater; sincronizar o movimento de queda do balão com o movimento de coordenação óculo-segmentário (bater no balão com alguma parte do corpo).
♥ Desenvolvimento: Encher balões coloridos (bexigas de borracha). As crianças se colocarão livremente no espaço, de forma que uma não interfira na atividade da outra. Se quiser, pode usar uma música para alegrar a atividade.Com um balão na mão, cada criança experimenta movimentá-lo batendo de diferentes maneiras e com maior número de partes do corpo, tentando evitar que ele encoste-se ao chão. Cada um deve prestar atenção em seu balão, sem bater-nos outros.

Movimento: Jogos para dias de chuva

´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´
Jogos para dias de chuva
´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´´
Fonte bibliográfica (adaptação):
Educação Física no cotidiano escolar,
Solange Valadares e Rogéria Araújo, Editora Fapi.
♥♥♥♥♥
1. O QUE NÃO COMBINA?
♥ Formação: Na sala de aula, o professor fará uma rodinha, com os alunos sentados.
♥ Desenvolvimento: O professor conversa com as crianças e explica que falará quatro coisas para que elas descubram uma que não combina.
Exemplos:
- boneca, bola, botão, peteca.
- sapato, tênis, bota sabão.
- violeta, margarida, batata, rosa.
**********


2. MEU ESPELHO
♥ Formação: em duplas.
♥ Desenvolvimento: O professor explica que uma das crianças será o espelho do outro (a que imitará os gestos), isto é, todo gesto que um fizer, seu par deverá imitá-lo. O professor dá um sinal de início para começar a brincadeira. Sugestão: use música instrumental com ritmos variados para deixar a brincadeira mais divertida. Depois, o professor pedirá para que as crianças troquem os papéis.
***********


3. PROCURAR OS PARCEIROS
♥ Formação: as crianças ficarão espalhadas na sala.
♥ Desenvolvimento: O professor seleciona diversas gravuras (colar em cartolina) e recorta-as de forma que formem vários quebra-cabeças. No verso das peças de cada um dos quebra-cabeças, o professor utiliza um sinal (ou número) para marcar; observando que cada quebra-cabeça deverá ter um sinal diferente. Misturar as peças e distribuir uma para cada criança. Ao dar um sinal, as crianças observarão o sinal atrás de sua peça e deverão procurar os colegas que possuem as peças com o mesmo sinal, agrupando-se em algum espaço pela sala. As crianças deverão montar o quebra-cabeça.
Sugestão: use música instrumental como "marcadora" do tempo da atividade.
**********
4. O BARQUINHO
♥ Formação: crianças em roda ou em seus lugares. Precisa de um barquinho de papel.
♥ Desenvolvimento: O professor explica a brincadeira que consiste em repetir uma frase completando-a de acordo com o combinado: - “Lá vai o barquinho carregado de...". Exemplo: frutas, flores, animais, etc.
A criança que recebe o barquinho repete a frase acrescentando no final a "carga" que foi combinada (de acordo com a categoria estabelecida) e passa para o colega ao lado. E assim, sucessivamente, passando o barquinho de criança para criança, até que se esgote o que levar no barquinho.
***********
5. O BARBANTE MALUCO
♥ Formação: duas equipes de crianças em fila. Dois rolos de barbante.
♥ Desenvolvimento: Explicar a brincadeira antes. Ao sinal do professor, a primeira criança de cada equipe, passará o barbante pela sua cintura, dando três voltas, e entregará o rolo ao colega de trás, que fará o mesmo, e assim por diante, até chegar à última criança da equipe.
Quando a última terminar, começará a desenrolar o barbante da cintura, enrolando-o outra vez no rolo, e assim sucessivamente, até chegar de novo na primeira criança. Será vencedora a equipe que apresentar ao professor o rolo de barbante novamente enrolado.
***********
6. ADIVINHE O OBJETO
♥ Formação: As crianças em roda ou em seus lugares.
♥ Desenvolvimento: Uma das crianças fica do lado de fora da sala. O professor combina com as crianças qual OBJETO da sala que o colega deverá descobrir. Após combinarem, o professor pede à criança que volte e lhe diz que, após fazer perguntas aos colegas, deverá tentar descobrir qual foi o objeto escolhido pela turma.
Só poderão ser feitas perguntas como:
- Ele é grande ou pequeno?
- É pesado ou leve?
- Qual é sua cor?
- É de algum colega da sala?
- É comprido ou curto?
Depois das respostas, a criança poderá fazer três tentativas de acerto. Se conseguir acertar, poderá escolher seu substituto; caso contrário, deverá pagar uma prenda (fazer uma imitação, cantar, etc.). A brincadeira é reiniciada com a escolha de outro objeto.
***********
7. BARRACA DE FRUTAS
♥ Formação: crianças à vontade na sala, sentadas, se possível em roda.
♥ Desenvolvimento: Cada criança receberá um número (prender na roupa de forma que todos possam ver o número). Uma criança inicia a brincadeira dizendo:
“- Vendo frutas e tenho 12 maçãs na minha barraca."
A criança que tem o número 12 levanta-se e responde:
“- Engana-se, senhor, há 9 maçãs (ou outro número) em sua barraca."
Será a vez da criança com o número 9 ficar de pé e repetir a frase, falando outro número.
E assim por diante, até que todas tenham participado. A última criança a falar deverá dizer:
"- Senhor, não há mais maçãs em sua barraca."
Os números não poderão ser repetidos. Por isso, as crianças deverão ficar atentas!!!
***********
8. O CHAPÉU DO MANOEL
♥ Formação: As crianças ficam sentadas em roda, no centro da roda fica o professor.
♥ Desenvolvimento: Explicar as regras antes do jogo. A criança não poderá rir e nem falar, somente negar, balançando a cabeça, e apontar para outro colega.
O professor diz às crianças:
"- O senhor Manoel perdeu seu chapéu. Ele disse que uma criança achou e escondeu em sua casa. O senhor Manoel não sabe quem foi, mas eu estou achando que foi (diz o nome de uma criança)", e aponta para a criança na rodinha.
A criança não poderá rir, nem falar, somente negar (balançando a cabeça) e aponta para outro colega. O colega, por sua vez, deverá ter a mesma reação, e assim por diante.
A primeira criança que rir ou falar, ou demorar a responder com a cabeça, pagará uma prenda, ou esperará a próxima rodada.
***********
http://baudeideiasdaivanise.blogspot.com/2008/06/movimento-jogos-para-dias-de-chuva.html



Recebi esses jogos de um Grupo da Google que faz trocas por e-mail, muito interessante e fascinante, e quem ganha os educandos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
© Copyright 2009-Reneide Soares. All rights reserved